quinta-feira, 31 de maio de 2012

FAMÍLIA.... FAMÍLIA....






Rendemos Graças a quem está na base da nossa vida!  É chegado o momento de agradecer, homenagear e reclamar daqueles que nos suportaram, ajudaram, se assustaram e choraram conosco durante os dias nebulosos!


Nossos pais são os primeiros a sentir o baque da tormenta... e a dor de vê-los chorar nos machuca mais que a noticia! Mas é inevitável, não temos como esconder... Afinal estamos todos no mesmo barco e teremos que remar juntos e também não há como andar em uma montanha russa sem gritar!


E os filhos, quando são adolescentes choram, sofrem mas não compreendem, quase perdem o ano na escola. Quando crianças, aí é que não entendem mesmo, apenas sentem e expressam sua dor em lágrimas que não se confundem com manha. Quando quase adultos, mesmo capazes de entender eles ainda se negam a aceitar que a mulher maravilha que sempre os protegeu está ali, frágil... precisando de amparo. E nós temos além de tudo que administrar tudo isso e dar apoio aos que são nossos laços mais caros.


E o cachorro, ou melhor, cadela... essa surpreendeu... companheira infalível de todas as horas... não arredava pé de baixo da cama nos momentos de castigo quimioterápicos... e incrivelmente ao chegar do hospital não houve um pulo sequer, apenas o olhar de compreensão e uma lambida de boas vindas!



Mas o susto passa e começa a força tarefa, o papi dirige, a mamãe cuida da comida... os irmãos fazem os dias serem mais alegres e os filhos não nos deixam esmorecer.... Sim... é essencialmente por eles que a gente segura a onda!

E não adianta sempre há o vizinho que conhece um pastor que irá rezar para você! Graças a Deus, pois nessas horas, independente de onde venha a fé, sabemos que é nosso Mestre Jesus que está nos amparando!


É isso.... viramos o centro do universo! Pelo menos do nosso universo! Mas vamos confessar que aí começam a perceber que a gente vai sobreviver e o reinado vai acabando e como faz falta depois neh?! Quem não gosta de ser paparicado que atire a primeira pedra!




Assim, o que queremos dizer é OBRIGADA a nossa família, pelas noites sem dormir, pelas saídas a noite (pq sempre tem que ser a noite os maiores apuros?) as pressas para o hospital, pelo cuidado e pelo acolhimento, por colocar o banquinho no banheiro para aumentar o conforto na hora do vômito! rs.... Por mesmo sem saber como, virar uma nutricionista de plantão... enfim... por estarem conosco em todos os momentos desse passeio na roda da vida!



Nenhum comentário:

Postar um comentário