domingo, 17 de junho de 2012

CATALISANDO




Sabe de uma coisa? Cheguei à conclusão de que o Câncer é um catalisador de coisas mal resolvidas!

Você já reparou que quando recebe um diagnóstico positivo de CA você imediatamente começa a procurar por coisas que tinha deixado pela metade?

Procura aquele amigo que você ama mais que não vê a tempo, busca esclarecer coisas que a muito deveriam ter sido feitas, se descobre, se espiritualiza, paga suas contas e conta toda verdade a alguém...Pois é não sei com vocês, mas o medo da morte me deu coragem de viver! rs... Estranho né? Mas foi verdade...


Acho que passamos por um processo muito profundo e rápido de amadurecimento, descobrimos o verdadeiro senso de responsabilidade (não que não o tivéssemos) mas passamos a ser responsáveis pela nossa cura e esta depende irremediavelmente de nosso bem estar, físico, emocional e espiritual.

E é ai que a casa cai... Quase que literalmente! Porque para se fechar ciclos precisamos remexer em feridas aparentemente cicatrizadas, e isso dói, dói muito! Se não doesse com certeza já teríamos resolvido.

E o CA nos “proporciona” isso, nos dá o direito da cura. A cura que vem de dentro para fora, da alma para o corpo.


E passamos a nos sentir grandes, leves, felizes... Paramos de arrastar correntes e carregar pianos... Enterramos os fantasmas que muito provavelmente foram os responsáveis por tudo isso! 

Não vejo o Câncer como castigo, vejo como dádiva, chance única de evoluir, amadurecer, romper o casulo da lagartinha feia e rancorosa para nos tornarmos borboletas lindas e corajosas que mesmo com cicatrizes (profundas, diga-se de passagem) se arriscam em voar!





quarta-feira, 6 de junho de 2012

A GÊNESE




Hoje acordamos um tanto quanto saudosas e nos demos conta que não contamos ainda a vocês como nos conhecemos e como tudo teve início, então bem: Era uma vez, maio de 2011, início do inverno...

Nessa bela história que estamos tentando contar para vocês existe um pivô central que liga todas as facetas das situações até aqui desenroladas. Pessoa sem igual que soube até agora ser amigo, irmão, amante, namorado (entendam, isso foi só de uma! rs.) e principalmente ter a coragem de estar ao nosso lado em todos, mas em toooodos os momentos! Inclusive nas mais difíceis decisões! E acreditem... Ele ainda é médico!

E foi em uma das suas visitas a terrinha natal que ele falou a Ludmilla: “-Vou te apresentar uma amiga que está passando pelo mesmo problema que você!” e foi quando a Larissa abriu a porta e lá estava mais uma pessoa de lenço. rs. Assim tudo começou e desde então não nos separamos mais.

Ele foi a pessoa que falou sério na hora certa e que brincou pra descontrair nos momentos mais incertos. Esteve conosco nas decisões mais difíceis, no diagnóstico, em fazer a mastec, em reconstruir ou não, em tirar uma ou as duas mamas... Pensa! O verdadeiro amigo do peito!

Mas não é só isso, é amigo de infância, tem coisa mais gostosa? Poder contar com quem te conhece há tempos... Sabe que você não é a sua doença!

Queremos agradecer pela importância sem igual em nossa história e dizer a ele o quanto gostaríamos que ele estivesse “sempre” aqui...  


Amamos você Leandro Nasciutti Curado!