sexta-feira, 31 de agosto de 2012

TOQUES QUE CURAM



Todo toque conforta a alma e traz bem-estar ao corpo, mas existem toques em especial que curam traumas, aliviam a tensão, controlam a dor e proporcionam equilíbrio ao organismo, seus benefícios terapêuticos podem ser usufruídos por todas as pessoas? Infelizmente a resposta é NÃO!

O mais indicado aos pacientes em tratamento oncológico é a reflexologia.

REFLEXO O QUE?

Então, reflexologia é a massagem que consiste em estimular áreas reflexas do corpo.Os praticantes desta técnica acreditam que existem pontos nos pés que refletem a situação da saúde do corpo humano por inteiro. Por isto, estimulam-se estas áreas para aliviar dores, distúrbios orgânicos, emocionais (leves) e de várias partes do corpo, gerando assim um grande equilíbrio corporal, da maneira mais simples possível.

Mas no caso de pacientes oncológicos temos uma ressalva, é necessário que os níveis de glóbulos vermelhos e brancos estejam equilibrados.

Na reflexologia o terapeuta não atua no órgão afetado, trabalha com impulsos nervosos, não com a drenagem linfática (o que é terminantemente proibido pois aumenta muito as chances de propagação das células) ou com pressão, apenas toques sultis.


O maior benefício da reflexologia, é o relaxamento de nosso corpo.Alivia de dores de cabeça frequente, dores nas costas e pescoço, artrite e reumatismo, falta de energia ou fadiga física e mental, asma, bronquite, distúrbios oculares ou zumbidos nos ouvidos, retenção de líquidos, dor de estômago, prisão de ventre, dor ciática, lombar, dorsal e cervical, cãimbras,ansiedade, depressão e insônia, alívio nas doenças crônicas, entre outros. Ao diminuir a tensão, a massagem também provoca uma “faxina” das toxinas do organismo, eleva a circulação do sangue, e ainda ocasiona o equilíbrio físico, fisiológico e mental.
A reflexologia em si não cura somente o corpo, ela pode ativar ou sedar, acalmando uma determinada área e revitalizando sua energia dependendo de cada caso, buscando sempre este equilíbrio que é a base da medicina e da filosofia chinesa.
Esta terapia apresenta resultados ainda mais eficazes quando associadas a outras terapias holísticas, mas isso é assunto pra outro dia...rs
O que importa realmente é sentir-se bem, ter o máximo possível de qualidade de vida durante o tratamento que vamos combinar, bagunçam tudo que a reflexologia arrumou lá em cima!

Cuide-se, revitalize, guarde um tempo pra você, por que existem coisas que só você pode fazer por você mesma...

1º FÓRUM GOIANO DE ONCOLOGIA


terça-feira, 28 de agosto de 2012

FILHOS


Algumas decisões são difíceis de serem tomadas! Ao recebermos o diagnóstico  do câncer de mama é inevitável a preocupação: E agora!? E OS MEUS FILHOS? Como minha família vai receber a notícia?

Bem as crianças, estas podem ter qualquer idade, são sempre crianças e jamais vão entender ou aceitar que a mãe (cara, a mãe!!!!!!) está doente! Os problemas de aceitação deste fato variam muito de acordo com a faixa etária  dos filhos.

Lari's kids
Os pequeninos não entendem o porque de tantas mudanças, PORQUE A MAMÃE PASSA MAL? PORQUE A MAMÃE NÃO PODE MAIS FAZER AS COISAS COMO ANTES?PORQUE O CABELO DELA CAIU? 




E a rejeição temporária e natural deles é fato!


Lud's daughter

Mas não pense que por serem maiores te darão menos problemas... Ai é que você se engana! Eles são filhos e tem todo o direito de surtar em qualquer idade!


A sensação é de que aquele ser mais sagrado, que norteia a nossa vida, pode ir embora a qualquer momento. É a constatação, infelizmente de que mães não são imortais! rs...


E por mais que eles queiram nos ajudar, quando já tem consciencia da história de terror que se está vivendo, eles acabam indo pelo caminho da negação, em menor ou maior grau... E cabe a nós ainda, as super mães, o papel de compreender o momento delicado que nos envolve.

E do nosso lado, o coração grita: segura firme pois eles precisam de você! E é por isso que a gente enfrenta o furacão... Por esses sorrisos ansiosos que esperam na gente a certeza do abraço ao final do dia!

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

CAROLINE BORGES JAYME: VENCEDORA!


Na trajetória de luta contra o câncer de mama, algumas guerreiras se uniram pelo ideal comum... Vencer! Ao longo desse curto caminho outras guerreiras se somaram e muitas ainda chegarão... Esta semana perdemos uma lutadora admirável que com sua imensa e inabalável fé nos ensinou a ter coragem, determinação, esperança, disposição e alegria!

Algumas pétalas caem no caminho e nos causam muita dor, mas sabemos que sua missão foi cumprida e pedimos ao Pai que a acolha em seus braços com todo amor que lhe cabe! E de cá, nós que seguimos com nossas espadas em punho rogamos ao Alto que nos conduza com a mesma determinação e positividade! Obrigada minha Amiga, pela convivência!




"A doença, qualquer uma, da mais simples à mais temida, é sempre democrática. Todos estão vulneráveis. Todos podem ficar doentes. Todos. E, também, todos podem superá-la. E viver abundantemente. Como Deus deseja. A CURA DEPENDE DE CADA UM ACHAR O SEU REMÉDIO. Para mim, ele começa em crer no amor de Jesus ("Salvação que alcança as almas que nEle confiam"), que Ele cuida de mim e aceitando o que me acontece. O resto, chorando ou alegre, consigo tirar de letra."


                                                                                                        Caroline Borges Jayme.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

E DEUS?


Ao passarmos pelas tormentas, uma certeza se disponta em nosso em coração: a presença de Deus nos sustentando! Já é cientificamente provado que as pessoas que tem fé, conseguem se sobressair no tratamento oncológico em detrimento daquelas que não conseguem enxergar a luz maior que norteia nossas vidas.
Seja qual for a religião, o importante é que tenhamos consciência de que estamos no caminho cheio de espinhos com Ele nos guiando... Todas as portas levam até Ele, então respire fundo e saiba que o leme não é seu!
Todos temos um plano traçado pela vida, para aquilo que temos que atravessar a fim de nos melhorar  até conseguirmos alcançar nossa evolução. Esses planos não estão na nossa memória recente, mas existe lá onde denominamos inconsciente... Quem aí que passou pelo câncer que ao fazer a ressonância, não teve aquele frio na espinha da certeza do problema?
Mas quem também não tem várias estórias da presença de Deus durante os dias mais difíceis? Sim, é aquele médico que é colocado na sua vida, um amigo que te ampara, o convenio que libera as coisas mais improváveis...  As soluções vão aparecendo uma a uma, para todos os problemas...  Ele é tão misericordioso que nos permite passar pelo vale, mas nos dá uma mochila cheia de tudo o que precisamos!

Por isso, reze, peça e agradeça... Faça sua comunhão com Deus e consigo mesma! O universo é cheio de possibilidades e sua mente não julga o que é certo  ou errado, ela apenas obedece a comandos. Programe-a para estar em sintonia com o nosso criador de maneira que a vida lhe sorria!!!

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

LINFEDEMA


Falando em Fisioterapia!!!




É fato que existe vida pós mastectomia! Mas sabemos que ela não será mais a mesma, principalmente porque você vai aprender a se amar e cuidar mais! E nesse aspecto um dos principais riscos que deve ser controlado é o linfedema.

 Após a mastectomia, a paciente poderá estar sujeita a desenvolver linfedema secundário no membro superior homolateral, estando associado ao comprometimento da circulação linfática. Isso significa que o seu braço pode inchar e você pode até chegar a perder os movimentos dele caso não siga algumas regrinhas de ouro da sua nova vida! rs...

Os casos de   linfedema não são raros em pacientes após o tratamento do câncer da mama. Esta morbidade é causada pela remoção dos linfonodos axilares, sucção do dreno e/ou radioterapia, provocando o comprometimento na via linfática.


O sistema linfático é uma rede complexa de órgãos linfóides, linfonodos, ductos linfáticos, tecidos linfáticos, capilares linfáticos e vasos linfáticos que produzem e transportam o fluido linfático (linfa) dos tecidos para o sistema circulatório. O sistema linfático é um importante componente do sistema imunológico, pois auxilia na proteção contra bactérias e vírus invasores. 

O linfedema pode ser definido como acúmulo anormal de líquidos e substâncias, especialmente proteínas, nos tecidos  devido à falhas na filtragem e drenagem linfática. O que acontece é que em qualquer situação de risco o organismo enviará suas defesas naturais para inibir uma possível infecção e em virtude do fraca drenagem no sistema linfático ele não consegue recolher essa linfa, causando o inchaço.
  


Por isso é recomendado seguir algumas orientações para se evitar um mal maior... que são:




- Evitar fazer movimentos vigorosos e repetidos com o braço que foi submetido à cirurgia 
- Evitar carregar objetos ou sacolas pesados ou arrastar móveis pesados. 
- Não carregar bolsas ou malas do lado do membro acometido. 
- Não usar roupas ou jóias apertadas no lado da cirurgia. 
- Cuidado ao manipular objetos cortantes. 
- Não tomar injeção ou retirar sangue do braço afetado. 
- Se ficar internada, não instalar acesso de soro no membro do lado da cirurgia. 
- Não retirar as cutículas quando fizer a unha, a retirada implica em uma porta de acesso aos microorganismos. 
- Evitar banhos muito quente. 
- Evitar saunas. 
- Banhos de banheira são permitidos desde que o braço fique para o lado de fora. 
- Proteger sempre o braço do sol. 
- Realizar exercícios supervisionados. 
- Sempre que possível repouse e eleve o membro acometido. 
- Manter o corpo hidratado. Ressecamento e rachaduras na pele são porta de entrada pra microorganismos. 
- Todos os dias, exercitar o braço abrindo e fechando a mão, de 15 a 25 repetições, uma vez durante o dia, tarde e noite.
- Evite longas viagens aéreas (sempre usar luva de compressão em aviões) e esportes que causem dor.
- Manter o seu peso ideal através de uma dieta bem balanceada. 
- Evitar fumar e ingerir álcool.
- Se cortar ou desenvolver uma infecção no braço no mesmo lado do seu câncer, procure o seu médico imediatamente para tomar antibióticos.

Nestes  casos a fisioterapia é nossa forte aliada. Quando realizada ativamente pela paciente sob a supervisão de um profissional especialista em oncologia, obtêm-se resultados significativos na reabilitação da amplitude dos movimentos e drenagem do edema. Portanto, quanto mais cedo darmos início, mais rápida será a resposta da paciente.

A auto-massagem linfática também deverá ser praticada, como objetivo de estimular as outras áreas de drenagem, aumentando as vias secundárias de drenagem linfática, pois nosso corpo é uma máquina perfeita e sendo assim encontrará maneiras de se reorganizar, para isso só precisa de nossa ajuda!

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

HERCEPTIN®






Na semana passada tivemos a excelente notícia de que em breve teremos esse medicamento distribuído pelo SUS. Mas para que pudéssemos entender o quão significativo é essa notícia, fomos buscar informações técnicas do HERCEPTIN® e seus benefícios!

Desde já agradecemos a presteza e simpatia do Dr. Cristiano Resende que nos auxiliou a explicar o que afinal é um anticorpo monoclonal! rs...





Uso do Herceptin no Câncer de Mama   

       
O câncer de mama é a neoplasia mais comum entre as mulheres e pode ser tratada com cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonioterapia e drogas alvos (também conhecidas como anticorpos monoclonais). O principal exemplo deste último grupo de medicamentos é o Trastuzumab (nome comercial: Herceptin®).

Ele é um medicamento inteligente que age bloqueando a oncoproteína Her-2, presente em até 25% dos tumores de mama. Esta proteína confere uma maior agressividade ao câncer e o uso do Herceptin® consegue, nestas pacientes, reverter este quadro.

O Herceptin® é uma medicação endovenosa administrada semanalmente ou a cada 21 dias. Pode ser usado tanto em pacientes com tumores iniciais assim como naquelas que possuem doença avançada (metástases). Também pode estar associado a outras modalidades de tratamento (ex.: quimioterapia, hormonioterapia, etc). Ele possui poucos efeitos colaterais, sendo a maioria leve e de fácil manejo, como cólicas, fraqueza, febre e diarréia. Existe um risco pequeno de toxicidade cardíaca que, muitas das vezes, reverte com a simples interrupção da medicação.

O tratamento com Herceptin® aumenta significativamente o tempo de vida e as taxas de cura no câncer de mama. O médico oncologista é o profissional apto a avaliar aquelas pacientes que se beneficiam da sua utilização.


Dr. Cristiano Resende
Oncologista Clínico
CGO – Centro Goiano de Oncologia