sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Abrindo o CLUBE DA LULUZINHA



Hoje vamos abrir o “clube da Luluzinha” para falar de um assunto muito sério:
 CÂNCER DE MAMA MASCULINO!





O câncer de mama é uma das principais causas de morte entre mulheres, contudo, são poucas as pessoas que possuem o conhecimento de que tal doença também pode aparecer nos homens. A percentagem é de 100 casos femininos para 1 masculino, mas não pense que por ser raro é menos agressivo.



As causas do câncer de mama no sexo masculino são as mesmas verificadas nas mulheres e a prevenção se dá, também, por meio de apalpação. Com a constatação de qualquer anormalidade, caroço ou massa, o homem deve procurar ajuda o mais rápido possível. Tanto em relação à ginecomastia como no caso do câncer de mama, os fatores genéticos são predominantes. Estudos comprovam que homens que têm ginecomastia (volume da mama aumentado), apresentam cerca de 10% mais chances de desenvolver o câncer. Além disso, há uma forte relação entre pacientes que já tiveram doenças testiculares e o diagnóstico do câncer de mama. Em alguns destes casos podem ocorrer metástases do câncer de próstata para a mama masculina. 






Deve-se observar os fatores genéticos (histórico familiar de câncer de mama), fatores ambientais (associado ao tipo de trabalho da pessoa, como trabalhadores que têm maior exposição a altas temperaturas, trabalhadores de indústrias químicas, de sabão e perfumes, exposição a radiação), fatores hormonais (o uso de hormônios pode causar hiperestrogenismo, que é uma desordem relacionada a hormônios sexuais, o que aumenta as chances de desenvolver o câncer de mama), há ainda outros fatores a serem citados como: orquite, infertilidade, puberdade tardia, criptorquidia (não descimento de um ou dos dois testículos para a bolsa escrotal), hérnia inguinal congênita, orquiectomia (retirada cirúrgica do testículo, em virtude de, normalmente, processos tumorais), excesso de peso e dieta rica em gorduras.



Os índices de cura estão relacionados ao diagnóstico, isto é, as chances de cura se o tumor for descoberto logo no inicio. Para se ter uma ideia, quando o tumor é descoberto precocemente, as chances de cura são de 90% enquanto para o descobrimento tardio são de apenas 20%. Geralmente, este tipo de câncer é mais comum em homens de idade mais avançada, isto é, mais comum entre homens com idade entre 50 a 60 anos, e pela falta de conhecimento sobre a doença, o homem geralmente deixa de realizar o autoexame, que é de extrema importância para a detecção do câncer.



Os principais sintomas estão relacionados à presença de um nódulo ou endurecimento que, na maioria das vezes, acomete uma das mamas. São raros os casos bilaterais, ou seja, que afetam ambas as mamas. Pode ocorrer ainda dor, ulceração na pele ou mesmo sangramento pelo mamilo em casos mais avançados. Em algumas situações, o câncer de mama masculino costuma aparecer como um nódulo atrás da aréola, indolor, firme, de tamanho variado, e que pode causar retração ou deformidade desta região.





Com relação ao tratamento clínico, são semelhantes aos indicados para mulheres: cirurgia localizada, radioterapia, quimioterapia e, nos casos mais graves, a mastectomia radical (retirada da mama).







Por isso meninos se cuidem, se toquem, se conheçam!

Tenham hábitos saudáveis... Se amem!!!

SE NÃO FIZEREM POR VOCÊS FAÇAM PELAS PESSOAS QUE AMAM!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

EXAMES: O DILEMA DO SABER!!!


Existe um dilema que acredito deve aflingir todos que passaram pelo tratamento do câncer! E hoje, nós gostaríamos de saber se todos são assim, ou se a paranóia é própria da nossa cabeça! Rs...


Quem aí consegue dormir tranqüilo na semana dos exames de rotina? Vale lembrar que essa rotina, para quem é paciente oncológico, começa trimestral e vira no máximo semestral... Sim! Passamos por vários apertos ao longo do ano! Rs....



Em verdade vos digo que, só de falar a palavra exame a gente já arrepia! Claro que temos consciência de que diagnosticar qualquer problema no início nos dá chances cada vez maiores de continuarmos bem. Todavia, em oncologia, é tudo sempre megalomaníaco... e no mínimo, o caminho a seguir é a químio! E aí é que começa o dilema...

O ideal é que com qualquer alteração que notemos, façamos logo um exame e lógico que a partir daí, passa pela cabeça o filme que acabamos de viver... que digamos de passagem é no mínimo uma trama de suspense, com direito a frio e enjôo no estômago! Rs...

Mas convenhamos que é muito gostoso quando recebemos a notícia de que a dorzinha do final de semana é "só" uma hérnia ou um linfonodo que resolveu inflamar! Veja quão positivo é a experiência! Comemoramos problemas que para muitas pessoas são o fim do mundo! Claro que não julgamos ninguém, pois cada um sabe a "dor e a delícia de ser quem é".


Mas o terror de se ter que recomeçar um tratamento oncológico é sem dúvida motivo para atrapalhar noites e noites de sono! O lado positivo de tudo isso é que mantemos os pés sempre no chão e o coração unido ao nosso Criador, pois é pela fé e pela esperança que seguimos em frente, encarando contrastes, agulhas, suspenses e enfim... até outra quimio se assim for necessário!


Então no caso de dúvida, vá imediatamente ao seu médico e faça os exames necessários para que você continue dormindo e vivendo bem! 





segunda-feira, 24 de setembro de 2012

SE TOQUE!!!


AUTO EXAME DAS MAMAS!


São 5 minutos dispensados uma vez ao mês que fazem toda a diferença no diagnóstico precoce do câncer de mama. 

Porém  após a divulgação do auto-exame, muitas mulheres deixaram de ir ao médico com tanta frequência por acharem-se aptas a diagnosticar a doença.

O auto-exame é um exame de rotina não preciso, que não dispensa avaliação médicas, exames clínicos, de imagem e laboratoriais.

Por isso visite sempre o seu médico e exija o acompanhamento, pois alguns nódulos podem ser encontrados e monitorados antes mesmo de se tornarem palpáveis, fazendo com que o tratamento seja mais breve e menos doloroso.

Se toque, nada melhor do que conhecer seu corpo para prevenir prolemas!



quinta-feira, 20 de setembro de 2012

DA SÉRIE: MOVA-SE!!! Primeira Parte!


Acabou! Ufa... Não tem mais quimio, nem rádio e já estamos conseguindo voltar as atividades cotidianas... Não sei por que razão acreditamos que durante o tratamento temos que ficar cada vez mais quietos e de repouso! Não é bem assim... 

Sempre suspeitei que o melhor era se mover, praticar alguma atividade tanto para cabeça como para os músculos... Maaaaaaaas, agora chegam alguns aliados que comprovam minha teoria e o nosso assunto hoje é esse! Exercícios Físicos!

Reza a lenda que depois de passar pelo câncer temos uma obrigação de nos exercitar com atividades aeróbicas uma hora por dia, de preferência todos os dias da semana! Então o jeito é escolher um esporte que goste e mãos a obra! Virar atleta ou quem sabe tri! kkkkkkkkkkkkkkkk

Mas já que estamos entrando em uma seara que não é a nossa, vamos colocar a opinião de quem estuda o assunto com um artigo do Dr. Ricardo Pecego, componente do seu livro "Como conviver BEM com câncer" - Dicas de saúde e bem estar. 
  


EXERCÍCIO E ATIVIDADE FÍSICA



Dr. Ricardo Pecego.

 Hemato - Oncologista

O diagnóstico do câncer pode ser um ponto vital na sua vida, motivando suas escolhas... Pode motivá-lo a melhorar a saúde e maximizar a qualidade de vida, ser mais feliz, mais forte e esperto. Você pode utilizar a doença para catapultá-lo para o futuro. E o exercício é o melhor meio para isso. Poucos especialistas dividem nosso entusiasmo em incluir exercícios regulares no programa de tratamento. Acreditamos que isso começa a mudar, e mais e mais colegas reconhecem o valor do exercício durante o tratamento.

A condição aeróbica, através de atividades como caminhar, correr, andar de bicicleta e nadar, pode aumentar sua aptidão física e diminuir a fadiga e a pressão arterial. Exercícios podem melhorar o colesterol, a função imune, a tolerância à glicose e a sensibilidade à insulina, aumentar a densidade óssea e promover uma sensação de bem-estar.

O exercício, portanto, pode ser utilizado como uma medicação. Em doses corretas e adesão a um programa de treinamento apropriado, pode-se obter excelentes benefícios físicos e mentais.

Devemos lembrar que há inúmeros estudos publicados mostrando que exercícios físicos reduzem o risco de desenvolver os cânceres de mama, cólon e próstata, três dos mais freqüentes em nossa sociedade. De acordo com o Centro de Controle de Doenças e Prevenção Americano e o American College of Sports Medicine, “adultos devem praticar trinta minutos de atividade física moderada na maioria dos dias da semana”. Por exemplo, uma caminhada vigorosa na velocidade de 4 a 8 km/h, durante dez ou 15 minutos, duas a três vezes ao dia, cinco a sete dias por semana.

Dividir o exercício em pequenas sessões pode ser melhor tolerado, se você tem baixa tolerância para atividades em razão da quimioterapia. O National Câncer Intitute (NCI) recomenda começar com cinco a dez minutos de caminhada ou outra atividade de acordo com a sua tolerância.

...

Estes estudos demonstram consistentemente que o exercício físico tem um efeito positivo na qualidade de vida, incluindo bem-estar e desempenho físico. Pode levar semanas ou meses para mostrar benefícios: aumento da força muscular, diminuição das náuseas e da fadiga, bem-estar psicológico e emocional. Pode ainda aumentar a autoconfiança, reduzindo o medo e a ansiedade.




Como conviver BEM com câncer
    Dicas de saúde e bem estar 

 Dr. Ricardo Pecego é professor do serviço de Hematologia do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFG. Ex-Assistant Étranger pela Faculdade de Medicina de Aix-Mairseille. Ex-Clinical Fellow em Transplante de Medula óssea do Fred Huttchinson Câncer Research Center. Médico integrante do Centro Goiano de Oncologia – CGO.


terça-feira, 18 de setembro de 2012

NOTÍCIAS BOAS QUE VEM DE LONGE!!!



 


 Há alguns meses atrás me surpreendi com um e-mail muito carinhoso do meu 'best friend' Matheus Trevisolli Barrachi, que hoje está vivendo e trabalhando em Kuala Lumpur, na Malásia! O mais interessante é que ele foi pra lá no mesmo ano que o meu primeiro tumor apareceu e ele estava indo justamente trabalhar em uma Organização Não Governamental chamada MAKNA, que trata de prevenção e tratamento de câncer naquela região.

Após conseguir para de chorar, entendi que o meu amigo estava fazendo uma homenagem a tudo o que havíamos vivido neste período. Em uma das ações desenvolvidas pela equipe do Matheus na MAKNA ele criou um aplicativo para Iphone que facilitará a vida das portadoras de câncer de mama naquele país! O aplicativo terá várias ferramentas e foi lançado hoje! 

Aguardaremos com ansiedade o que ele fará e quando poderemos trazer para o Brasil! Pois esse é um sonho que carregamos em nossos corações! O aplicativo se chama LUDic e vocês podem imaginar porque neh? rs... Transcrevo abaixo a postagem do meu amigo Matheus e a foto do LUDic.. e esperamos as novidades que virão dessa terra distante! 

Obrigada Matheus  e muito sucesso para você sempre!



To my dearest friend Ludmilla Almeida and all MAKNA fans, it is born! 
Coming soon to Apple App Store :) 
Details will follow soon...

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

CUIDADOS PÓS MASTEC




A noite anterior a cirurgia é indescritível! Sentimentos e emoções se formam com o mais discreto olhar... Sabemos que toda e qualquer cirurgia apresenta um risco e no caso de uma mastectomia radical, nem se fala então!



Se alguém consegue controlar a adrenalina me conta! rs... E é nessa hora que você vê que a força vem da fé em Deus mesmo, pois é só assim que conseguimos caminhar em direção ao centro cirúrgico, digo caminhar, porque sempre fui a favor de se enfrentar as adversidades!



Mas passou, a mastec já rolou e você acorda horas depois com aquela sensação de... onde estou? Ainda não está doendo, pois a anestesia realmente foi bem forte! A curiosidade de ver como é que ficou a plástica mata mais do que a dor nas costas! rs...


Agora inicia-se a fase onde o aprendizado se chama: paciência e humildade! Ficamos impossibilitadas de levantar os braços, não podemos nos mexer sem ajuda e mesmo para comer ou ir ao banheiro, lá estão nossos fiéis escudeiros a nos socorrer.


Essa cirurgia necessita a colocação de um dreno, afinal foram feitas muitas incisões e o sangue tem que sair. Então, todo cuidado nessa hora é pouco, pois além de ser dolorido aquele caninho que fica ligado em você, ele pode ser fonte de infecções e outros problemas!  Pode ser que você tenha que voltar para casa na companhia dele e aí cuidado redobrado, pois em casa a gente sempre tende a ser mais custosa!

Mas é só:

- Manter o dreno sempre preso à roupa;

- Usar roupas mais largas para acomodar bem o dreno;

- Esvazie o coletor duas vezes ao dia (manhã e tarde). Não se esqueça de anotar a quantidade de secreção que tenha saído!


O outro aspecto assustador são os pontos! Aaaaiiii! E como é ruim pensar que realmente estivemos na mira de um bisturi! Mas vamos concentrar no que é preciso, os cuidados com os curativos, pois o problema já está lá mesmo... álcool 70% será o seu melhor amigo nessa fase, pois ele faz a assepsia e seca o micropore que só pode inicialmente ser retirado pelo cirurgião.


Passada a primeira fase, o jeito é alguém trocar os curativos para gente, lembra que não podemos mover muito bem os braços!? Na hora da troca dos curativos você deve observar:


- Que as mãos estejam muito bem lavadas com água e sabão;

- Use o álcool 70% nas mãos também antes de manipular os curativos;

- Ferva água filtrada e deixe esfriar em um recipiente com tampa;

- Descubra seu curativo e lave as mãos novamente;

- Jogue um pouco de água fervida na gaze esterilizada e limpe a ferida suavemente;

- Cubra a ferida com gaze esterilizada e prenda-a com esparadrapo ou fita adesiva.
  
Agora é só ir dando tempo ao tempo que logo tudo estará cicatrizado e lindo!



quinta-feira, 13 de setembro de 2012

MANHÃ ESPECIAL!!!



Cada vez mais observamos o quanto o bem estar está diretamente relacionado a recuperação de pacientes oncológicos!Podemos também em consequência disto ver o quanto cresce a cada dia um mercado especializado...


Profissionais extremamente capacitados que trabalham com o Reik, a reflexologia, auriculoterapia, massagens relaxantes, ventosaterapia, drenagem linfática, cromoterapia e uma infinidade de tratamentos que deixaram de ser alternativos e se tornaram complementares. Pudemos experiênciar  algumas destas terapias nas oficinas oferecidas durante a deliciosa manhã de pacientes no 1º Forum Goiano de Oncologia no Hotel Mércure na cidade de Goiânia.


Os pacientes que compareceram e desfrutaram conosco após o Coffe Break, de uma palestra com Dr. Antônio Carlos Buzaid, na qual o mesmo falou primorosamente sobre esse vilão que é o Câncer e as inovações e perspectivas para os pacientes, seguida por uma videoconferência  enriquecedora com a apresentadora de TV Ana Maria Braga. E como se a manhã já não estivesse maravilhosa, tivemos as oficinas terapêuticas, onde foram oferecidas sessões de reflexologia, auriculoterapia e reik, tivemos ainda as oficinas de perucas e lenços, fotografia e beleza e cuidados com a pele e o lançamento do livro “Como conviver bem com o câncer” do médico Ricardo Pecego.










"AS TERAPIAS COMPLEMENTARES FUNCIONAM COMO COADJUVANTES NA BUSCA DO EQUILÍBRIO FÍSICO, EMOCIONAL E ENERGÉTICO, TRABALHANDO ASSIM, EM PARCERIA COM O TRATAMENTO CONVENCIONAL"

Dr. Henrique de Medeiros

Fisioterapeuta e Acupunturista


Bem...
Moooooorram de inveja...

Mais?
Só no ano que vem!!!

Enquanto isso, abra os braços para a vida e seja muito, mas muuuuito feliz!


Até lá!

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

CHEGOU A HORA DO RECOMEÇO!



  
Você está na janela e vê que o furacão já está passando, sente um alívio porque sabe que os cabelos voltarão a crescer...

Por outro lado, quando você pára para pensar, chega a conclusão que acabou de receber um crédito de Deus e uma nova chance! E como em toda situação nova, a ansiedade faz parte constante de todo o processo.

É interessante como que parece que tudo o que fazíamos antes perde o sentido e surja uma vontade natural de mudar de trabalho, de ambiente, de casa, enfim, de vida! Mas algumas peças que estão a nossa volta não podem ser alteradas e o jeito é seguir em frente com elas onde estão! 

Mas tem muita coisa que dá pra mudar! Let's Go!!!





Dá pra mudar o trabalho, então é hora de parar e analisar aquilo que te dá mais prazer, para que isso se torne algo gostoso no seu dia e não um fator de estres... Pois esse aí é um inimigo para qualquer um!





Mude a alimentação, vá substituindo os maus hábitos, por frutas, verduras, cereais, e principalmente por tudo o que te de a certeza de que está ficando cada vez mais saudável e linda.


Mexa-se! Nosso corpo foi feito para ação, então ache algo que te faça feliz e mãos a obra! Patins? Bicicleta? Corridinha? Por favor, só não vão lutar boxe heim meninas!? rs...




Volte a estudar, ler é um alimento para a cabeça e para a alma! Faça cursos, que tal começar pelo de meditação, pois ele vai te ajudar a concentrar nos outros... Aprenda a respirar... Aprenda a se acalmar... Aprenda a se amar!



Não tenha medo de viver, pois cada passo vacilante neste novo início, te dará a força necessária para as novas conquistas que o seu coração desejar! Você pode tudo aquilo que sua mente não colocar limites! Por isso, comece mudando algumas coisas velhas de lugar... Inclusive o medo do fantasma! Deixe ele pra lá! Aproveite sua nova oportunidade!

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

INICIATIVAS QUE VALEM A PENA


Neste último sábado ocorreu em Goiânia o Primeiro Fórum Goiano de Oncologia, um evento inédito onde se reuniram médicos, terapeutas e pacientes oncológicos em dois dias de muita informação e enrriquecimento para todos! 

Goiás mais uma vez foi destaque no cenário nacional por receber renomados médicos, como o Dr. Antônio Carlos Buzaid (Chefe Geral do Centro de Oncologia do Hospital São José / SP), Dr. Fernando Maluf (Chefe do Centro Avançado de Oncologia Clínica do Hospital São José / SP), os filhos da casa, Dr. Luis Onofre Rezende de Carvalho (Oncologista Clínico do Centro Goiano de Oncologia / GO), Dr. Antonio Eduardo Rezende de Carvalho (Mastologista do Istituto de Mastologia e Oncologia/ GO), Dr. Ruffo de Freitas Junior (Mastologista do Instituto de Mastologia e Oncologia), Dr. Ricardo Pecego (Hemato Oncologista do Centro Goiano de Oncologia / GO), dentre outros excelentes profissionais.


Outro destaque foi a participação da apresentadora e jornalista Ana Maria Braga em uma vídeo conferência na qual, emocionou a todos brindando - nos com relatos de sua experiencia durante o tratamento!

Deixamos com vocês então, um pouco do registro fotográfico desses dois dias mais do que especiais, no qual Goiás foi mais uma vez palco de iniciativas que buscam o bem estar de sua população!





" A luta por bons resultados só depende de nós e das pessoas que nos cercam!"
Dr. Luíz Onofre
Oncologista Clinico


"Desmistificando o câncer de mama na natureza" 

Dr. Ricardo Pecego e seu manual de sobrevivência para pacientes!

Dr. Ricardo  Pecego
Hemato Oncologista



"Se você tem uma visão positiva da vida, você vence todas as adversidades!"
Dra. Valeria Caldeira
Psicóloga
 

Muitas vezes é a comunicação não verbal e o contato físico é o que mais conforta. A mão que doa possui uma dimensão inegável de paz!"
Dra. Adriana Mastrella
Fisioterapeuta


"Cada paciente que trato, aprendo um pouco mais como é importante termos força e coragem para enfrentarmos os problemas e desafios que a vida nos oferece!"
Dr.Alisson Borges
Médico Radioterapeuta




"As pacientes de mama tem uma nova perspectiva, hoje o câncer de mama está ligado a cura, beleza e qualidade de vida!"
Dr. Ruffo de Freitas Júnior
Mastologista
 
"É extremamente gratificante ver o paciente após o tratamento voltar ao convívio social com alegria e satisfação e saber que contribuimos para isso!"
Dra. Nilceana Freitas
Medica Radioterapeuta


    Larissa Egea e Ludmilla Almeida



 

Cicatrizar no Primeiro Fórum Goiano de Oncologia.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

CICATRIZAR NO G1

Após perder as mamas, analista cria blog para ajudar pessoas com câncer

Ludmilla Almeida perdeu os dois seios em um período de quatro anos.
Página foi criada para amenizar o sofrimento de quem tem a doença, explica.

Humberta Carvalho
Do G1 GO


Ludmila Almeida teve câncer e retirou as duas mamas em um período de quatro anos, em Goiânia, Goiás (Foto: Arquivo pessoal)Ludmilla Almeida teve câncer e retirou as 2 mamas em um período de quatro anos (Foto: Arquivo pessoal)
Aparentemente curada após ter câncer e retirar as duas mamas, a analista internacional Ludmilla Almeida, de 35 anos, resolveu criar um blog para ajudar outras pessoas que passam pelo mesmo problema que ela. A página na internet foi criada em fevereiro deste ano, em Goiânia, e já teve mais de 5,7 mil visualizações.
“Por mais difícil que pareça, estou muito feliz porque fui muito iluminada por Deus. Tomei a decisão de ficar bem, de levantar todo dia e ficar bem. Por isso, resolvi grande parte dos meus problemas e quis passar as experiências que tive para outras pessoas, para que elas passem por esse momento da melhor maneira possível”, diz Ludmilla.
A primeira incidência de câncer de mama na analista aconteceu em 2008. Ela passou por uma cirurgia para retirar a mama esquerda. Posteriormente, foi submetida a sessões de quimioterapia, radioterapia, tomou vacina e recebeu hormônios por um ano.
O diagnóstico dos médicos era de que doença tinha ido embora. Mas, dois anos depois, em 2010, o câncer reapareceu na mama direita. Ludmilla então foi submetida novamente a todo tratamento e perdeu a segunda e última mama.
Cicatrizar
Cicatrizar foi o nome dado ao blog que leva mensagens de apoio às pessoas que sofrem de câncer. “Chegamos à conclusão de que precisamos cicatrizar feridas emocionais para o câncer não voltar. Cicatrizar significa melhoria”, justifica Ludmilla.
A página na internet é administrada por ela e pela amiga Larissa Egéia, que também já teve de retirar a mama esquerda. Entre os temas abordados estão experiências de pessoas que já tiveram a doença, dicas de como passar pela quimioterapia e pela radioterapia. Artigos de médicos também fazem parte da pauta.
Segundo Ludmilla, tratar a doença de maneira mais espontânea pode amenizar o sofrimento: “Falamos do câncer de maneira mais otimista, com mais humor, para mudar essa ideia de que câncer é sentença de morte. O objetivo é passar informações que adquirimos com experiência própria. Porque o médico passa o tratamento, mas não o vivencia”.
Ludmila e a colega Larissa, criadoras do blog Cicatrizar, em Goiânia, Goiás (Foto: Arquivo pessoal)

Ludmilla e a colega Larissa, criadoras do blog


(Foto: Arquivo pessoal)
Planos
Segundo Ludmilla Almeida, o blog tem sido bem recebido pelo público. “Tem gente que liga de fora do estado para dizer que o site ajudou no tratamento e que acompanha as postagens. As respostas são muito positivas. É muito bacana”, diz Ludmilla.
Nesta sexta-feira (31), Ludmilla e Larissa vão participar do 1º Fórum Goiano de Oncologia, que acontece no Hotel Mercure,
em Goiânia, até sábado (1º). No evento, estarão reunidos os maiores especialistas em tratamento do câncer do Brasil para discutir os avanços da medicina nos procedimentos de prevenção, diagnóstico e tratamento da doença.
Na programação do evento está prevista a participação da apresentadora Ana Maria Braga, que vai falar sobre sua luta contra o câncer por meio de videoconferência destinada aos pacientes e seus familiares. Para Ludmilla, que pretende organizar reuniões com as pessoas que acompanham o blog, o encontro no Fórum será uma boa oportunidade.
“A ideia é montar um espaço para implementar ações que beneficiam os doentes de câncer para que possamos nos fortalecer. Não significa que não é difícil, mas com informação, enfrentar tudo isso se torna mais confortável”, argumenta.
Para contribuir com conteúdo no blog Cicatrizar, você pode entrar em contato pelo e-mail cicatrizar@gmail.com.