segunda-feira, 15 de outubro de 2012

MEDO: SAI PARA LÁ! QUERO NAMORAR!



Algumas coisas são realmente difíceis quando a perspectiva que usamos ainda está embaçada! E uma das partes mais complicadas para a mulher, principalmente as solteiras é o estrago que acreditamos que a mastec faz em nossa silhueta! rs...

Essa nossa sociedade moderna nos proporciona muitas facilidades, mas nos exige um padrão de comportamento e beleza que muitas vezes causam sofrimento em quem por razões diversas não se adéqua a eles. Por isso vemos tantas atrocidades mundo afora! Tudo por culpa da falta de aceitação e do preconceito!


Mas o preconceito mora dentro de nós e por incrível que pareça a gente tenta esconder ele tão bem que quase conseguimos. rs... Daí vem à dificuldade de se relacionar com novos parceiros após a mastectomia. E o problema também existe para as casadas, pois nunca sabemos como será a reação do outro.

Claro que contamos hoje com a possibilidade de ficarmos lindas com as próteses, mas não temos como nos livrar das cicatrizes, principalmente as emocionais... e se já vínhamos com dificuldade de estima até aqui, imagine depois de sofrer tantas mudanças!


É sempre um período de suspense a lá Hitcock o início de uma nova relação e a pergunta que nunca quer se calar é: Falo logo ou não? rs... Temos muito receio de sermos vistas como alguém mais frágil ou que não tem condições de levar uma vida normal, pois é justamente por isso que lutamos!

Sobreviver ao câncer de mama não é pra qualquer uma não! Tem que ter cabeça boa, aprender a se amar, a se aceitar, superar os desafios que a vida vai orquestralmente colocando...


O mais importante é entender que somos seres únicos com plena capacidade de amar e que nossa aparência é conseqüência da luz que carregamos. Portanto, cuidar do corpo e da alma é o melhor caminho, mostra que você ainda está no campo de batalha da vida!

Então se levante já e vá em busca de sua loja de lingerie preferida... Comece uma dieta, ou se acabe na academia... Qualquer coisa que te faça se sentir bem consigo mesma! Pois as cicatrizes existem para te lembrar todos os dias que você sobreviveu!


Nenhum comentário:

Postar um comentário