sexta-feira, 23 de novembro de 2012

TERAPIA-ALVO PARTE V


O que é Avastin?
 
Avastin, bevacizumabe, é um anticorpo monoclonal humanizado que se liga ao VEGF. Devido ao seu bloqueio do VEGF é considerado um antiangiogênico. A droga é aprovada, no Brasil, em combinação com quimioterapia no tratamento do câncer de coloretal, pulmão e mama metastáticos.


Dentre os efeitos colaterais mais comuns temos cefaléia, epistaxe e hipertensão. Raramente, o Avastin pode levar a proteinúria com síndrome nefrótica, a perfuração intestinal e a eventos tromboembólicos arteriais.

 
 
A realidade da terapia-alvo, entretanto, exige uma mudança não só na forma de tratar, mas também no diagnóstico. A medicina personalizada, hoje concentrada no tratamento de doenças oncológicas, vai exigir um maior entendimento da diversidade e dos subtipos das doenças, assim como das diferenças entre os pacientes. Também será essencial identificar os melhores alvos de cada medicamento.

Fazer tratamentos personalizados, entretanto, requer também diagnósticos mais aprofundados. A tecnologia mudou muito desde o sequenciamento do genoma. A medicina, que começou observacional, vai partir de uma compreensão muito mais ampla da doença e de quem está sendo tratado. De fato, a medicina personalizada é um caminho sem volta. De fato, a medicina personalizada é um caminho sem volta.

 
Identificar o melhor medicamento para cada paciente não só produz o efeito benéfico esperado como também evita efeitos adversos.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário