terça-feira, 29 de janeiro de 2013

SOMOS TODAS ÁGUIAS!


Algumas vezes no decorrer da quimioterapia, a cama era a única companhia, outras, a angústia de se resignar e aceitar aquele momento difícil e com tantas e tão rápidas transformações precisavam de subterfúgios que nem sempre estavam à mão!

Nossa mente é sensacional e sempre procuramos por compensações que nos tranquilizem a alma. E nesses processos a Pollyana (quem aí ainda não leu o livro Pollyana*, leia!) tinha razão com o seu jogo do contente, temos que tentar enxergar o lado positivo em tudo! Até mesmo nos duros momentos da quimioterapia.

E a gente acaba por criar ferramentas que nos auxiliem a sorrir todos os dias... Uma dessas ferramentas, eu gostaria de dividir com vocês, pois  acho muito oportuna, por se tratar de uma reflexão em busca de nosso crescimento. Para isso gostaria de mencionar aqui a história da águia. Ela demonstra como me senti em diversos momentos, por ser como eu tentava me contextualizar: como uma águia que tinha tomado a decisão de viver por mais alguns bons anos e para isso seria necessário o sacrifício da transformação e renovação. 



E o que é a quimioterapia que não a oportunidade de nos renovar? Renovamos nossa pele, pois ela passa por um processo de descamação, renovamos o nosso cabelo, afinal ele cai todo  na maioria dos casos! As unhas, os cílios, as manchas... A quimio tira tudo do lugar! Até mesmo as nossas certezas e esperanças são remexidas e questionadas! Nem o nosso sistema nervoso central escapa! TPM é para "os fracos", depois da quimio, vira mamão com açúcar. rs... 

E ela renova principalmente nossas ideias, nossos impulsos, crenças, focos, valores e atitudes. Ainda não conheci quem tenha voltado vivo da quimio e não tenha mudado sua vida em muitos aspectos. 


Então, muitas vezes somos como a águia, que passamos por momento de renovação, para voltarmos a voar, findo o processo e com vôos cada vez mais altos e mais conscientes. E tem dado certo! A tormenta vai passando e a renovação é sempre muito bem vinda! Afinal, alguém que passa por tanta instabilidade tem que ter medo de mudar?

Somos todas Águias! Força e fé pra quem ainda está no caminho! Pra quem já passou, vem com a gente mostrar que as 'penas' já nasceram de novo! rs...



* POLLYANNA - 1912 - Eleanor H. Porter

Nenhum comentário:

Postar um comentário