sexta-feira, 20 de junho de 2014

HER2: HÃ?

Tenho visto ao longo do tempo que todas nós, fazemos confusão com a tal da 'vacina'! Já ouvi diversas vezes a pergunta: "Você já ouviu falar daquela vacina?' E ela nada mais é que um anticorpo monoclonal... 

Hã? Anticorpo o quê? rs... E ele serve pra que mesmo?

Para quem não está acostumado com a terminologia científica relacionada ao câncer, então, é uma tragédia tentar explicar o que significa tudo isso. Mas façamos de conta que nada sabemos realmente dessa estória e vamos tentar explicar desde o começo!

O câncer de mama pode se apresentar assim:

• Receptor de estrogênio (RE) positivo ou negativo.
• Receptor de progesterona (RP) positivo ou negativo. 
• Receptor HER2 positivo ou negativo.


No caso de positividade em um, ou nos dois primeiros, dizemos que ele é hormonal.  Ele pode também responder para a proteína HER2, ou então, ele pode não ser hormonal e responder para a HER2, ou a HER2 pode ser negativa... enfim... Algumas possibilidades. O fato é que não entendemos direito quem diabos é essa proteína HER2, certo? Por que, hormônios a gente sabe quem são e para que precisamos deles. Rs...

A proteína HER2 (Human Epidermal growth factor Receptor-type 2), ou seja, receptor tipo 2 do factor de crescimento epidérmico humano, tem um importante papel no crescimento e desenvolvimento de várias células, quando está em quantidades normais no organismo.

Essas células, designadas por epiteliais, são responsáveis pelo revestimento interno e externo do nosso organismo, bem como do tecido glandular. Então aqui começamos a entender o esquema, pois as células do tecido mamário, responsáveis pela produção do leite, são um exemplo de células epidérmicas. É isso mesmo que você entendeu, nossas mamas estão abundantemente cheias de HER2, e se ela for o prato principal do tumor... 






Brincadeira à parte, aqui é que entra então aquela famosa vacina, pois a proteína HER2, produzida pelo gene HER2, deveria ter o papel orientador do crescimento dessas células, mas pode ocorrer um erro aletório (sim, por mais surreal que seja!), e desse crescimento desordenado, o produto será o nosso tão temido câncer de mama!

A grosso modo, o que o anticorpo monoclonal faz então é impedir que essas células se liguem aos receptores HER2 e se multipliquem desordenadamente.

Para visualizar, assistam a esse excelente vídeo:

http://vimeo.com/12434125

E com o avanço das tecnologias na área da oncologia, a família tem aumentado e agora, além do trastuzumabe (nome científico do Herceptin), temos também o pertuzumabe (que comercialmente chamamos Perjeta) que será tema para outro post, onde entenderemos melhor essas maravilhas da ciência moderna voltada para a medicina!







4 comentários:

  1. Informações muito importante. Abraços Maria Thereza

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Seu blog é encorajador...
    Também estou me tratando contra um câncer de mama...
    Dessa maneira conheci muitas pessoas pelos corredores dos hospitais que se encontravam tristes e atordoadas, principalmente sem saber como proceder com relação as suas dores e como se comportar com os seus familiares.
    Pior do que as agonias dos doentes que encontram-se fazendo quimioterapia, só mesmo as aflições dos pais dos doentes, né?
    Eu escrevo num site sobre a Amazônia, mas ele possui um segredo.
    Conforme uma promessa que fiz pra alguns colegas enfermos que conheci pelas salas de espera das enfermarias ( Impressionante, tem 10 meses que estou combatendo o câncer e quase metade das pessoas que eu conheci e que estavam com a mesma doença que eu, já morreram, inclusive duas coleguinhas pras quais eu prometi que escreveria sobre o assunto), estou postando no meu site (www.florestaaguadonorte.com.br) os percalços da minha doença. Dá uma olhadinha. Não aparece no menu da lateral, mas no “Mapa do Site” (abre pelo cabeçalho do site), com o nome “ULTRAPASSANDO BARREIRAS: Câncer”. Olha o endereço ai embaixo:
    http://www.florestaaguadonorte.com.br/ultrapassando-barreiras
    Vou indicar seu blog pras outras pessoas que estão ultrapassando problemas de câncer. É bom encontrar pessoas com dificuldades parecidas e que gostam de se ajudar.
    Desejo boa sorte pra você e que sua saúde seja logo recuperada.
    Um abraço
    Carmen

    ResponderExcluir
  3. Olá Ludmilla tudo bem, gostaria de lhe dá os parabéns pela sua VITÓRIA. Você é uma GUERREIRA!!!
    Bem gostaria que se possível você visitasse o meu Blog.
    Porque estou fazendo uma campanha, minha mãe foi diagnosticada com Câncer no Pâncreas. E preciso muito de ajuda. Por favor visite lá e nos ajude.
    Que DEUS te abençõe.
    mamaecomcancer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. no meu caso é negativo a tudo isso... é chamado triplo negativo :)

    ResponderExcluir