terça-feira, 20 de janeiro de 2015

RAIVA EXISTE?

Acho que tem dias que a gente tem que desligar o auto controle.. Fazer de conta que tá rolando um surto e falar... falar... falar... 

Certamente que a gente tem que manter o pensamento positivo, que temos que tentar manter esperança e ficar conectados na energia positiva do universo, mas tem hora que dá uma vontadezinha de gritar! Sim... ela existe, a RAIVA!  E ela é real! Claro que não podemos ficar nutrindo ela, como se fosse nossa companheira de longa data... temos que deixá-la passar, mas puxa vida.. tem dia que a cama é a única saída!

Tenho acompanhado algumas parceiras de guerra e seus questionamentos tem me chamado á atenção, principalmente no tocante a gente ter que nutrir essa força colossal o tempo todo e de preferencia com um sorriso no rosto, achando ótimo, ter que ficar de hospital em hospital, levando agulhada, tomando contraste, sentindo dor, mal estar, cansaço, fadiga, falta de fome e alguns outros detalhes....


Por que quem tem câncer tem que ter fibra, tem que ser forte, tem que aguentar o tranco, afinal... é tudo tão simples... E aí vem o outro lado que ninguém pensa, se a sua conta bancária vai dar conta de resistir os rombos de um exame de sangue aqui, outra tomografia ali, procedimento de anestesia, instrumentador... Ah, e as suas contas não são perdoadas nesse período, você continua pagando suas obrigações e tem que ser em dia.

Mas afinal, porque a raiva neh? Raiva de não poder jogar tudo para o alto e levar uma vida normal! Vida normal não tem episódios de enfiar uma câmera dentro do seu pulmão para saber se existe rastro do maldito inimigo lá dentro não... vida normal, não é tomar corticóide para respirar não... vida normal... aliás... o que é mesmo vida normal?

Esses dias, vi em um post que a menina discutia o fato de não querer mais fazer tratamento, pois os efeitos da quimio e da radio já haviam sido devastadores até então e ela dizia simplesmente que queria paz... que não estava desistindo da luta, mas que também queria uma conciliação...com ela mesma... E aí fico pensando... o que é cura? Para quem é a cura? 
Mas aí a gente respira... respira de novo... e logo lembramos que ninguém pode fazer nada... a não ser rezar, respirar, pedir a Deus mais paciência, ter resignação, enfim... deixar a raiva passar... porque ela vai passar... ela tem que passar!

E lá no fundo, a gente vai sempre encontrar a esperança, a força e a coragem, mas não tentem nos impedir de nos livrar da raiva.. porque ela precisa passar... e como precisa!

2 comentários:

  1. Olá, adorei todas as suas postagens, deixei para comentar nessa última, tenho uma irmã que luta 9 anos contra um CA Her 2 +++, e como hoje é meu aniversário desejo que a minha irmã e todos vocês que percorrem este caminho vivam por muitos anos controlando ou eliminando esta enfermidade. Bjs. Adriana de Mattia Aguiar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana, desejo mta luz a vc e sua irmã! Seja bem vinda! Bjokas!

      Excluir