quinta-feira, 30 de abril de 2015

AS PERDAS DO CAMINHO




Resultado de imagem para AceitaçãoAlgumas mudanças levam tempo para serem assimiladas. Me recolhi essas duas semanas, porque precisava ficar comigo mesma. Algumas transformações que levariam muito tempo, me foram colocadas em caráter de emergência e ainda estou tentando digerir.

Ao longo de todos esses anos, enfrentei a doença, os tratamentos e tudo o que fosse necessário. Mas ficar sem peitos nunca passou pela minha cabeça. Dessa vez o bandido, me roubou temporariamente eles. E isso não foi tão fácil de aceitar. E quando é assim é melhor que a gente se cale e se reconstrua.

Entendo que existem mulheres que não se importam, mas infelizmente eu não sou uma delas e quero sim meus peitos de volta! Com o passar dos dias, vamos acostumando e aceitando melhor a nova condição. Mas a todo momento buscando subterfúgios para acalmar a visão, o coração e a alma...

A pior frase: É só um peito. 

Não, não é só um peito. É o seu corpo sendo mutilado, por uma doença que insiste em te dizer que a vida é frágil. 

Não, não é só um peito. É a condição do feminino sendo atacada. 

Não, não é só um peito. É sua auto estima. Seu auto amor. 

Mas é claro que existe superação. É claro que sabemos que não somos só um peito. Que temos muito mais nesse complexo sistema de ossos, carne, nervos, fluídos, sentimentos, emoções, crenças, etc. 

No entanto, nos deixem enterrar sim, tudo o que o peito nesse momento representa, por que de fora de mim, infelizmente ninguém sabe quais os esforços que faço para enfrentar tudo isso.

Já está passando e se Deus assim permitir, logo tudo cai de novo na zona de conforto e seguimos a diante... A força, a determinação e a vontade de viver não diminuem em nenhum momento. Por isso, que tentar nos consolar dizendo que nos preferem vivas mesmo sem peito, não faz efeito nenhum. Porque no nosso coração essa certeza já impera. Venceremos quantas vezes forem necessárias. 

Mas choraremos sim, quando isso importar, por cada perda do caminho.



Resultado de imagem para mastectomia

Um comentário:

  1. Amei esta fala , vivemos sim superamos sim DEUS presente ele cura , só ele pode, mas a perda da mama é ... n tem explicaçaõ, tenho 66 anos e mamas grandes 1k cada imagina a falta mesmo com reconstrução muito mal feita achavam que eu ia morrer em seguida até hoje quando me veem fazem cara de espanto sou milagre do SR JESUS mostra aos médicos que a vida pertence a ele(DEUS) aproveito a vida para cada dia me aproximar mais deste DEUS através da BIBLIA sagrada , e digo é dificil e quem disse que seria facil o proprio SR JESUS disse no mundo tereis aflições mas tenham bom animo eu venci o mundo. agradeço a ele todos os dias pela vida que é maior que minha mama kkk bjs a todos com amor.

    ResponderExcluir